terça-feira, fevereiro 01, 2011

A Mudança



Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades,
Muda-se o ser, muda-se a confiança;
Todo o mundo é composto de mudança,
Tomando sempre novas qualidades.

Continuamente vemos novidades,
Diferentes em tudo da esperança…


Só a mudança é permanente. Não podemos esperar outra coisa. Mudam os regimes, muda a conjuntura económica, muda a estabilidade geopolítica (agora no Norte de África, que a tornar-se radical, tornará a nossa Europa num potentado fechado, a produzir e a comprar aos EUA mais armamento, dois gigantes com interesse em que isso suceda). Mudam os empregos e desempregos, a empregada doméstica. Muda a casa e o carro. Por vezes a família.
No século XVI pensava-se que o tabaco fazia bem à saúde. No início do século XX descobriu-se que não. Nos anos 60 e 70 ainda surgiam anúncios a associar o tabaco ao bem-estar.
Tudo muda… talvez não mude a Verdade. Mas há uma coisa de que tenho a certeza.
O impacto que cada coisa tem em nós depende da maneira como a vemos.

7 comentários:

Bichinha disse...

Sem dúvida é a forma como olhamos o mundo que nos vai influenciar nas nossas decisões, os nossos pensamentos, e sem dúvida influencia a nossa personalidade. É sobretudo um teste à nossa capacidade de tomar decisões, aceitar riscos e saber aceitar as consequências das nossas opções.

António Branco disse...

Olá Bichinha!
Bem vinda!

Conseguíssemos nós controlar em absoluto a forma como vemos o mundo. E construiríamos nele o nosso sonho. Ou o sonho de todos.

Bichinha disse...

Voltei António, sabe eu consigo entender tudo o que me disse sobre as embalagens, mas acho que se deviam começar a pensar em soluções de espaço, o tal para ser mais fácil acomodar e transportar. É uma pena que os lobbies se sobreponham ao bem estar e à qualidade de vida do ser humano, sou a favor do investimento na pesquisa por soluções que nos tirem tanto plástico e papel da nossa vida, e tudo isto tudo vi à venda papel higiénico cujo tubo se dissolve na água e comecei a achar que de facto uma inovação destas é o que eu chamo responsabilidade social de uma empresa.

António Branco disse...

A responsabilidade social virá um dia. Mas aumentará na medida em que se torne mais barata...
Eu estou de acordo consigo e não estou de acordo com o que determinam as leis da economia e do marketing... mas elas estão aí. Eu só as observo. Os lobbies defendem-se. Só nos defenderão se um dia formos todos UM. Ou porque eles passaram para cá. Ou porque nós passámos para lá... ou porque nos fundimos de alguma outra forma.

A Minha Essência disse...

Essencialmente é a forma como é transmitida. Como a recebemos e encaixamos. Porém nem sempre é a mais fidedigna. Temos que ter noção da realidade dos factos existentes e fazer a reciclagem apropriada.

:)

António Branco disse...

Olá Essência. Tão importante quanto a forma como nos é transmitida, será a forma como a sentimos. Há que aprender... a senti-la como "normal", como parte da vida. Mesmo que se torne em algo frequente nas nossas vidas, porque parece que é isso que aí vem...

Corina de Oliveira disse...

O meu reino da noite gostaria de te desejar um feliz ano novo chinês :)

Kung Hei Fat Choi !!!

Beijinhos e um bom ano chinoca :D