segunda-feira, fevereiro 21, 2011

Subida do preço do petróleo hoje: 6%


Tripoli, Líbia, século XVIII

Tripoli 2011/02/21- tensão extrema, cadáveres espalhados pelas ruas, disparos de artilharia pesada ouvidos em vários bairros da capital Líbia, edifícios governamentais incendiados pelos manifestantes.
É exigido o afastamento de Muammar Kadhafi, no poder há 41 anos. Aparentemente, Kadhafi terá fugido para a Venezuela. O seu filho avisou que “rios de sangue” correrão pela Líbia se os protestos continuarem, garantindo que o regime lutará até ao último soldado.

Esta tarde andariam homens ocidentais, armados, alegadamente mercenários, a matar indiscriminadamente pessoas na rua. Há quem os associe aos interesses italianos no país. Os pilotos de dois aviões militares recusaram-se a bombardear os manifestantes e pediram asilo em Malta

Entretanto, o petróleo subiu 6%. Se tal continuar, teremos nova crise económica no prazo de um ano… o que não dará a Portugal oportunidade de algum dia sair dela…

O Ocidente apoiou os regimes de África enquanto isso os favoreceu. Mas apoiar regimes déspotas até às últimas consequências terá um preço. Nunca estes países verão os ocidentais como parceiros.

E a propósito do ocidente... a Itália está em estado de alerta. Porque espera a continuação da invasão tunisina, porque receia o início de uma invasão líbia e porque é de lá que tem partido a maioria dos aviões para resgatar ocidentais.

Isto está bonito, está...

4 comentários:

MAG disse...

Não te preocupes se os Maias acertaram, está-se tudo a alinhar para o ano!

Agora a sério, perante tantas más notícias já nem para emigrar dá, está mau em todo o lado e ainda vai piorar :(

Bjs

António Branco disse...

Olá Mag! Bem-vinda!
Olha que desde miúdo que ouço falar em profecias e fins e juízos finais. O certo é que muitos dos que me falavam disso já bateram a bota... donde não me parece que as profecias sirvam para mais do que vender jornais, revistas e livros...
Isto piora. Mas um dia melhora... porque depois de tanto piorar já só pode melhorar ;)
Bjs

Fresco_e_Fofo disse...

Curioso é que estas ditaduras têm mais de 30 anos e de repente ficou tudo em chamas no médio oriente.
Cá para mim a luta pelo petróleo e pela água, que vão ser as grandes condicionantes deste século, parece estar a entrar numa nova fase, de preparação do terreno para intervenções mais sérias.
Vamos aguardar para ver se esta contestação se estende à Venezuela...

António Branco disse...

Olá Fresco! Não me parece que a contestação se estenda à Venezuela. Podemos dizer mal do Chaves. Mas os venezuelanos gostam dele. Até porque diminuiu as desigualdades do país (neste momento, tem o país muito próximo do nosso, nesse aspecto, o que para país da América do Sul é óptimo). Quanto ao que ali se desenha, ainda não sabemos. Mas é muito fácil manobrar aquela gente, agora fã do Facebook... do exterior, uma qualquer personagem carismática poderá mover massas...