quinta-feira, fevereiro 24, 2011

Crise

Todos sabemos a solução. Não a aplicamos porque não queremos.

5 comentários:

A Minha Essência disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
A Minha Essência disse...

(Vou-me só basear na tua frase porque o video não consigo ver.)

Quer-me parecer que não é assim tão linear como aparentas. Isto porque não depende só de um ou de meia-dúzia, mas sim de um todo (país)! Quando os que efectivamente têm meios de fazer algo por nós como pelo nosso país mostrarem serviço efectivo, quer dizer, pode ser que aí quem sabe podemos começar a ter alguma esperança de ver um dia a luz ao fundo do túnel... até lá só nos resta tentar viver com os meios parcos que temos.
Sabes, estou um pouco cansada desta lenga-lenga. Ligar a televisão e ver as desgraças. Ler um jornal e idem-idem-aspas-aspas. Bolas, vivemos por acaso de palavras? De discursos eloquentes? Parece-me que não, mas é disto que as pessoas vão atrás.

Desculpa este meu mau humor!

Kiss

António Branco disse...

Olá Essência!
Tentei ver se há problemas com o link para o filme, mas consigo vê-lo bem..

Não há necessidade de haver mau humor. E quando ele surge, há que tentar afastá-lo. É que o mau humor não ajuda a resolução dos problemas.

A minha frase não é linear. Mas não há nada linear...
...gostaríamos de ter dirigentes competentes. Mas será que nós próprios somos competentes em tudo o que fazemos? Tentemos sê-lo e ajudar os outros naquilo que está ao nosso alcance. Sem ter de sair necessariamente da estrada que nos leva ao que escolhemos. Mas saindo, necessariamente, da zona de algum conforto em que possamos estar a caminhar...
Se todos o fizerem (e quantos mais o fizerem), menos precisamos de uns quaisquer dirigentes.
Lembro-me de uma vez ter lido um estudo feito em ratinhos em que se avaliava a sua agressividade. Ratinhos que viviam na abundância alimentar eram menos agressivos. Mas nós somos humanos. Somos nós quem decide aquilo de que precisamos. E tal pode ir da simples alimentação ao pc, internet, tv, carro... quanto maior o leque, mais escravos somos...

P.S. Acho que ninguém liga aos discursos eloquentes que começaram a surgir como as cerejas há cerca de um ano... são apenas discursos...
O filminho também está aqui:

http://www.youtube.com/embed/2z6HlYj2s4k

Fresco_e_Fofo disse...

Os grandes humoristas continuam a dizer as coisas mais sérias.
Às vezes até parece simples... são os homens que complicam tudo para seu proveito.

António Branco disse...

Verdade Fresco! Felizmente que os humoristas também são humanos! As suas ideias também ficarão por cá. Não ficarão apenas ideias dos mais complicados...