terça-feira, março 22, 2011

Unlike.



Quero fazer uma declaração de interesse. Sou contra a mentira. Por isso, sou contra o coronel Kadafi. Mas também, por isso, não sou a favor do ocidente que o apoiou. Acho que, não havendo alternativa, o ataque à Líbia só foi desadequado porque tardio. E… muitas guerras começam porque não se tomaram medidas mais cedo.

Custos
Vou apenas avaliar o custo do material de guerra utilizado nestes 3 dias. Não as vidas perdidas, cujo preço não consigo contabilizar.

Base da despesa
Aviões franceses e britânicos, bem como a marinha dos EUA e do Reino Unido, atacaram a Líbia no cumprimento da resolução das Nações Unidas. A Itália disponibilizou bases aéreas. (1), (2)

O Canada disse que apoiaria a operação mas que precisava de dois dias para se preparar. (3). A Dinamarca enviou seis aviões F-16. Aviões militares italianos colocaram-se a sul de Itália e têm sobrevoado a Líbia em missões de vigilância. (4), (5)

As marinhas britânica e americana lançaram 112 mísseis Tomahawk (6), (7)
Um avião americano F 15 caiu hoje. (8)

Uma estimativa dos preços do material utilizado…

Material utilizado pelos franceses (9), (10)

8 aviões Rafale (64.000.000€ cada) (11)
2 aviões Mirage 2000-D e 2 aviões Mirage 2000-5 (16.560.000€ cada) (12)
6 aviões de reabastecimento C 135 (28.512.000€ cada) (13)
1 avião E3F Awacs (preço estimado 130.000.000€) (14)

Material utilizado pelos britânicos

1 Submarino Classe Royal Navy Trafalgar – 182.400.000 € (preço de 1984) (15)
Mísseis Tomahawk (746.500 € cada) (16), (17)

Material utilizado pelos americanos (18)

Destroyer USS Stout (preço aproximado de cada Destroyer da classe Arleigh Burke - 1.352.160.000€) (19)
Destroyer USS Barry (preço aproximado de cada - 1.352.160.000€) (19)
Submarino USS Providence (não consegui os preços, mas cada submarino português da classe Tridente custou 500.000.000€)
Submarino USS Scranton
Submarino USS Florida
Aviões F 15 (cerca de 20.100.000€ cada) (20)
Mísseis Tomahawk (746.500 € cada) (16), (17)

Combustível

Os três aviões que partiram da Grã Bretanha para bombardear a Líbia gastaram cerca de 684.000€ em combustível. Apesar de partirem de mais perto, dá para ter uma ideia do que gastarão os Franceses a partir do sul de França e da Itália, os Dinamarqueses que partem do sul de Itália mas que tiveram de vir da Dinamarca, os italianos, a partir do sul de Itália, os americanos, a partir dos navios do Mediterrâneo, mas que por sua vez não se encontravam todos no Mediterrâneo há cerca de um mês. (21)

Custo do material já “consumido” pelas forças atacantes (excluo combustível dos navios e aviões; incluo o dos 3 britânicos, para os quais encontrei uma referência; excluo munições para além dos Tomahawk; não é incluído o custo com despesas de pessoal nem com manutenção de material).

Combustível dos 3 aviões britânicos que voaram do Reino Unido - 684.000€
110 mísseis Tomahawk – 83.608.000€
Avião F 15 – 20.088.000€

Total do que é fácil contabilizar de acordo com as notícias - 102.887.000€

Só posso imaginar as perdas do lado líbio (edifícios, aviões, blindados, cisternas de combustível, interrupção de serviços...).

Alimentar uma criança em África custava 19 cêntimos americanos por dia (14 cêntimos do €) em 2008. (22).

As coisas não são assim tão simples, eu sei…

Mas não podemos estranhar o ódio que as nações não ocidentais em geral nos têm…

2 comentários:

Sofia disse...

Parabéns pelo post e por me ensinar tanta coisa.
Beijinhos

António Branco disse...

Olá Sofia!
Obrigado pelas palavras. Mas são coisas que estudo. Infelizmente não as sei de cor... que a memória não é o que era. Tanto que até já me tratam por você ;)

Beijinhos!