sábado, julho 31, 2010

Feliz 18º aniversário, querido irmão!



Esta semana, a revista Time terá na capa a fotografia de Aisha, de 18 anos, sentenciada ao corte do nariz e das orelhas, por um comando Taliban, após fuga a familiares agressores.
O facto de haver seres capazes de fazer isto é muito grave. O facto de o fazerem por egoísmo é ainda mais grave.
Mas… e o facto de haver países que advogam este facto para manterem uma ocupação sobre outro país? É uma situação passível de críticas. Não haverá outra maneira disto ser controlado? É que, na prática, os americanos estão no Afaganistão há 9 anos (desde 2001) e estas casos continuam a ocorrer, sinal de que os americanos não os conseguem controlar ou de que se estão nas tintas…

22 comentários:

Vera, a Loira disse...

Isto causa-me uma revolta tão grande que não tenho sequer palavras para a descrever.

Antonio Branco disse...

Olá Vera!
Várias razões para a revolta... a das raparigas afegãs não serem donas da sua vida. A de haver familiares que têm o direito de fazer aquilo que fizeram a esta rapariga. A desses familiares fazerem isto, mesmo tendo esse direito... E o facto dos EUA se aproveitarem de tais injustiças para dizerem que não saem do país para que este tipo de coisas não aconteça, quando todos sabemos que continuam a acontecer apesar da sua presença.

Dora disse...

O quê? Podes resumir/contar essa história?

Antonio Branco disse...

Olá Dora!
No Afeganistão, as mulheres são "posse" da família. E assim que casam passam a ser "posse" da família do marido. Como os maus tratos são algo de aceite entre a população, como se fosse algo de normal, senão de obrigatório entre famílias que querem manter filhos e (mais ainda) noras submissos, a pena por fugir à família (mesmo que se esteja a fugir a uma família agressora) é o corte do nariz e das orelhas. Claro que as leis do Estado Afegão não prevêem esta pena. Mas a tradição, veiculada pelos Taliban, prevê e há quem faça cumprir a tradição...

Sofia disse...

A rapariga é linda, o que lhe fizeram é que foi muito feio e desumano!
Bj

Antonio Branco disse...

Olá Sofia!
Concordo contigo. A rapariga é muito bonita. Mas em paralelo, temos um mundo com muita gente "feia" e desumana.

Olhos Dourados disse...

Olha que é triste, estas coisas acontecerem.

Antonio Branco disse...

Olá Olhos Dourados!
Acho que levará milhares de anos até que sejamos suficientemente civilizados para que isto seja impossível de acontecer... vamos ver se a humanidade lá chega.

Rui Caldeira disse...

Oh António, segundo essa lógica/tradição , leva-me a pensar que tambem o Michael Jackson terá fugido de familiares agressores no afeganistão ?!?!?!?



1 Abraço

Antonio Branco disse...

Claro que sim Rui!
Mas como nos EUA a lei é mais rígida e complexa, os familiares tiveram de estudar cirurgia e de o apanhar na sala de operações. Claro que o efeito foi o mesmo. Mas deu muito mais trabalho. E tempo. Anos para a especialidade de cirurgia e anos para o apanhar a jeito!

Um abraço!

Sara sem Sobrenome disse...

Mas alguém me sabe dizer o que vai na cabeça destas pessoas?
Enfim...

Antonio Branco disse...

Olá Sara!
Parece que aquilo que nos vai entrando pela cabeça a dentro ao longo da vida é origem de quase todos os males. É que a certa altura, o que entrou passa a ser "A Verdade" e nem questionamos se faz sentido. Parece que para quem faz isto, fruto do que lhes foi metido nas cabeças ao longo da vida, é natural acabar com a face do próximo...

S* disse...

Esta reportagem está absurdamente boa.

Antonio Branco disse...

concordo contigo S*
mas fazia-te nestes dias a passear e com pouco tempo para leituras :)

AVOGI disse...

não entendo as leis desses países como eles provavelmente não entendem as nossas.
para nós essa atitude é desumana para eles é o dia-a-dia. quem somos nós para sentenciar? com isto nao digo que estou de acordo, nunca estaria de acordo com a mutilaçao do ser humano ou de animais. mas é a lei. nós por cá temos a nossas leis correctas ou nao ma temos de cumprir se nao temos os castigos . o mesmo se passa nessa parte do mundo. embora os castigos sejam severos. mas qual um de nós ao ver a casa roubada nao disse :"devia ser como no irão, foi apanhado a roubar corta-se a mão"! mais não digo a nao ser obrigada por voltares aos comentários no meu blogue . já tinha saudades de ver a tua cara (na foto, obviamente)Itá a jock hihi

Antonio Branco disse...

Olá Avogi!
Obrigado pelo comentário. Quero apenas dizer que esta não é a lei do país. A lei do Afeganistão proíbe este tipo de coisa. Mas a tradição Taliban é que governa nas zonas rurais, tendo, este procedimento sido contra a lei do país...

as-nunes disse...

Abominável.
O homem da actualidade ainda ser capaz de actuar desta forma é a confirmação mais terrível de que toda a Humanidade está sujeita aos maiores horrores que se possam imaginar.
É só uma questão de poder/força.

António

Antonio Branco disse...

Somos umas criaturas cruéis, António. Talvez por isso os deuses nos tenham abandonado... diz-se.

Um abraço amigo!

Fresco_e_Fofo disse...

A intervenção americana a este nível, só se vai dar quando os afegãos deitarem petróleo do nariz.

Antonio Branco disse...

haha! Provavelmente, Fresco, provavelmente.

Isa disse...

E na Índia queimam-se as mulheres, quando já não as querem ou elas não os querem. Os americanos também estão lá? e na China com as meninas nos orfanatos, são os americanos?

Não que eu os defenda, de maneira nenhuma, todos nós sabemos porque razão eles estão seja lá onde for, a questão é que e justamente por isso, por ser mais que sabido que eles se estão borrifando para o resto do mundo, nem vale a pena atribuir-lhes responsabilidades. Também acho que isso de "é a cultura deles, a nós parece-nos uma violência, mas ...", não serve.

É uma violência. É desumano. Veja-se lá por que ponto de vista se veja isto, não há, não pode existir uma razão baseada em algo de lógico e coerente, nisto.

Porcos nojentos.

Antonio Branco disse...

São tradições imbecis. No Afeganistão, Índia ou China. Acho que para além daqueles que levam a vida a não respeitar o próximo (de novo o grupo dos incendiários ;) ninguém entende isto.
Os americanos estão lá pelo petróleo e pelo controle de uma região estratégica. Mesmo que na própria revista questionem "O que sucederá se sairmos do Afeganistão". Na verdade, no que diz respeito à imagem da capa da revista, deverá continuar a suceder o que sucede hoje, já que a este respeito eles não fazem nada... isto é, tiram fotos e vendem revistas, já é fazer alguma coisa...