sexta-feira, dezembro 31, 2010

Feliz 2011



Feliz 2011 a todos os amigos e a todos os visitantes.

2011 vai ser um ano menos fácil mas carregado de novidades. Que essas novidades nos permitam aprender mais sobre como viver uns com os outros sem atropelos. Nesse sentido, não quero deixar de colocar um voto de 2011 diferente para os funcionários públicos dos Açores e para as chefias da Segurança Social (vamos ver se a notícia é verdadeira, já que hoje foi desmentida pelo governo). O país está prestes a ver chegar o FMI e estes concidadãos preocupam-se com a manutenção dos salários que os outros vêem descrescer. Abençoados.
Especialmente para eles, votos de Feliz Ano de 2011 em chinês.
P.S. Quando o FMI chegar arriscam-se a ter de devolver o que receberam a mais. Mas depois se verá.

4 comentários:

Isa disse...

É o ano do Coelho, António, dizem as previsões que vai ser brando com o mundo, a compensar a a ferocidade do Tigre, esperemos que sim.

Um grande ano para ti!

Fresco_e_Fofo disse...

É triste terem que vir os de fora "arrumar a casa", parece que não temos gente capaz...

Quanto às receitas, fico grato pela disponibilidade mas esse ainda é um serviço que o Centro de Saúde presta com alguma qualidade.
O meu problema e o de muitos doentes, é esperar dois meses por uma consulta, luxo a que os verdadeiros doentes não se podem dar.
Felizmente tenho ADSE e já arranjei consulta, mas andar a mudar médico todos os meses também não acho que seja a melhor solução, especialmente quando existem problemas sérios que nenhum deles acaba por perceber.
Também não acho que os médicos sejam todos iguais, até porque já tive boas experiências. Não fossem os cuidados dos bons médicos e a esta hora já não estava cá para contar as más experiências com maus médicos.
Um bom ano e muito obrigado pela atenção.
Um abraço.

António Branco disse...

Bom 2011 Isa!
Acho que mesmo que o Ano seja brando connosco nós não o seremos.

Mas vamos fazer os possíveis por isso.

Um Óptimo Ano!

António Branco disse...

Olá Fresco!
Como temos vindo a dizer, os nossos até são competentes. Mas têm preferência por se amanhar a si próprios. Assim... enquanto as coisas não mudam, antes os de fora... O FMI poderá ser rígido. Mas não tem razão para ser desonesto...

Um Óptimo 2011, Fresco.
E dispõe!

Um abraço!