terça-feira, outubro 12, 2010

Diagnósticos.

Deixo um diagnóstico da situação do país, bem feito, de um homem da Igreja. Apesar de achar que a Igreja é uma organização que tem, acima de tudo, o propósito de se manter a si própria, vai tendo algumas pessoas interessantes e bastante válidas, que mesmo quando não fazem (e o Frei Fernando Ventura faz), despertam.

O diagnóstico da situação do país está feito e refeito. Já passámos por este diagnóstico antes. Nunca foi - nunca é - administrada a cura. A cura terá de passar por cada um de nós, já que os que nos gerem não percebem nada disto. Nem fazem nada. Será que querem?
Façamos nós. Ao vizinho. Ao amigo. Ao inimigo, se possível.

2 comentários:

BS of Life disse...

Gostei. A Igreja, por si mesma, acaba por ser uma instituição de poder também, mas este senhor soube estar.

Antonio Branco disse...

Olá Bright Side! Concordo contigo. E cada vez mais acho que na maioria das instituições podemos encontrar gente de bem. Só que usualmente, não são esses que sobressaem nem são esses que fazem a diferença...