segunda-feira, maio 31, 2010

Não sei se percebo os israelitas...

Têm bem definida a sua decisão em relação à faixa de Gaza. Não concordo com essa decisão. Mas que a têm de momento definida têm.
Se calhar não deveria ter havido aproximação dos barcos às águas territoriais israelitas. No entanto, se são tão ciosos da rectidão, também não deveriam ter atacado os ditos barcos quando estes ainda estavam em águas internacionais...
Vamos ver em que dá mais uma à israelita...



Ah, já agora, algumas das armas utilizadas pelos navios que supostamente levavam mantimentos para a Faixa de Gaza. São o que são... mas não são armas automáticas, ou sequer de fogo...

11 comentários:

Rui Caldeira disse...

Não sei porquê mas cheira-me que vai dar buraco . . não sei porquê . . . até à data, a unica coisa que os israelitas são realmente bons a fazer, são as Pitas Shoarma . . .

Antonio Branco disse...

Também me parece que vai dar buraco. No mínimo agrava o mau estar com a generalidade dos árabes. Quanto a apenas saberem fazer Pitas Shoarma, pelo menos também sabem fazer armas... têm boas armas. Bem... a Uzi não é grande coisa. Encravava muito...
São bons a fazer armas... nem estava a perceber a repercussão do que estava a escrever...

S* disse...

Aquilo é uma tramóia tal...

Antonio Branco disse...

Olá S*!
Não há química entre israelitas e muçulmanos (sejam árabes ou turcos)... eu já não sei se israelita tem química com alguém...

Lu! disse...

Vem daí problemas... Quase de certeza =/

Bizuuu

Alguém... disse...

Bem, vi agradecer as palavras e dizer que tem razão. Toda a razão :)

Antonio Branco disse...

Lu!
... sabes... também acho... bjs, Lu


Alguém...
gostava de não ter razão. e não tenho a certeza de a ter. mas experiências passadas dizem-me que sim... bjs

Patife disse...

A Geopolítica do Mundo Contemporâneo é coisa que interessa ao Patife. Bom blogue.

Kipo disse...

Epá, mandei bjs mas era abraço! :)
Ando bem, ando... :)

Abraço,
Kipo

Kipo disse...

Olá!

Eu não quero estar do lado de ninguém mas, não é suposto que as pessoas que estão num barco de ajuda humanitária se comportem sem violência? Se nada tinham a esconder, para quê agredir os soldados?
Acho que ouve excessos de parte a parte.

Bjs,
Kipo

Antonio Branco disse...

como é que os tipos do navio estando em águas internacionais, sabiam das boas intenções de tipos armados a entrar-lhes pelo barco adentro?
e se fossem somalis? ;)
um abraço!